Lesões por overuse

As lesões por “overuse” ocorrem isoladamente ou como resultados de stress nos músculos esqueléticos repetitivos, tais como ocorrem em treinamentos vigorosos e ou atividades biomecânicas incorretas. Costumava ser raras em crianças, porém atualmente é relatado na maioria de lesões esportivas em crianças.

O crescimento das lesões por overuse é tido como conseqüência direta do aumento de esportes organizados e programas de treinamento associados com estas atividades. A dor é o principal sintoma durante a atividade física ou depois de realiza-la; há uma resposta inflamatória aos tecidos causados pelo stress repetitivo. Os locais de ocorrência são: junção osso / tendão, músculo / tendão, onde o tendão se insere no osso e na porção do crescimento ósseo.

Risco de lesão – O risco da lesão está diretamente relacionado com a idade, ao tipo de esporte, sexo do atleta, sendo que a participação esportiva é a causa mais comum de lesões.

Overuse em adultos jovens – Todos os anos milhões de jovens praticam esportes que vão desde o futebol, a corrida e até esportes menos populares como equitação, hóquei dentre outros. Nós chamamos as atividades de jogos, mas as atividades são muito mais que jogos. A participação em esportes melhora o condicionamento físico, coordenação, autodisciplina e ajuda na socialização. Mas também pode resultar em traumatismos desde simples até graves, ou em problemas de saúde por toda vida.

Estatísticas Brasileiras – No Brasil ainda não há estatísticas precisas, mas há aproximadamente 1,7 milhões de caso de traumas no esporte por ano. Importante salientar que o trauma que ocorre em um adulto, pode causar uma lesão mais grave no jovem atleta.

Tipos de lesões – As lesões em jovens atletas podem ser de dois tipos:

  • AGUDAS: entorses, luxações, fraturas dentre outros.
  • OVERUSE: causados por traumas repetitivos.

    Independente se a lesão for aguda, ou por overuse, ela sempre irá afetar o desempenho esportivo.

    Lesões em atletas de corrida – Vamos tratar aqui um assunto freqüentemente negligenciado, fatores preventivos de lesões em corredores; em outras palavras, são aquelas medidas práticas que todos atletas de corrida deveriam adotar para diminuir ao máximo as lesões.

    De acordo com a literatura especializada, lesões em atletas de corrida normalmente são causadas por:

    1. FATORES EXTRÍNSECOS: tipos de treino, ajuste equipamento, tênis de corrida, superfície de corrida.
    2. FATORES INTRÍNSECOS: déficit flexibilidade, desalinhamento dos membros inferiores, altura, peso, lesões prévias.

    Alongamento na prevenção de lesões – Hoje é certo que o aumento da flexibilidade do músculo e tendão promove uma melhor performance e diminui o número de lesões. Isso se o alongamento for incluído no seu treinamento com exercícios regulares de aquecimento e desaquecimento.

    Recentemente estudos mostraram que programas de alongamento têm influência na viscosidade do tendão, evidenciando que o alongamento é importante na prevenção de lesão. De acordo com SAFRAN 2004 a habilidade de um músculo absorver energia depende de dois componentes: atividade contrátil do músculo e tendão. Se o tendão estiver mais viscoso, ele absorve mais energia e diminui os traumas nas fibras musculares. Isso ressalta ainda mais a importância do alongamento como forma de prevenção de lesões.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s