Saiba a importância de se fazer o teste de pisada

TESTE DE PISADA: SUA IMPORTÂNCIA

 

Cada atleta de corrida tem um estilo e características que o diferenciam dos demais.  São elas: peso, altura, idade, sexo e tipo de pisada. Com estas particularidades próprias à cada atleta, o tênis ideal para um não será o ideal para o outro.

 

Os tênis de corrida são agrupados em 5 características:

 

  1. Estabilidade (stability)
  2. Controle de movimento (motion control)
  3. Amortecimento (cushion)
  4. Performance (performance)
  5. Trilha (trail).

Os atletas de corrida, quando vão comprar um tênis para seus treinamentos, devem levar em consideração os seguintes fatores:

 

  • PARTE DO PÉ QUE ELE PISA: os atletas de corrida pisam primeiramente com o calcanhar ou com a parte frontal do pé ou até no meio do pé. Para cada estilo de atleta há uma pressão maior em determinada área do tênis que necessitará de um maior amortecimento.
  • PRONAÇÃO: é quando o corredor pisa com a parte de fora do pé e depois rola para dentro, absorvendo o impacto.
  • SUPINAÇÃO: é quando o corredor pisa com a parte de dentro do pé e depois rola para fora, absorvendo o impacto.
  • NEUTRO: onde se inicia o contato com o solo do lado externo do calcanhar e então ocorre uma rotação moderada para dentro, terminando a passada no centro da planta do pé.
  • TIPOS DE ARCO DO PÉ:  Pé normal, pé chato e pé com arco elevado

Como identificar um tipo de pisada:

 

Quando estamos em pé sem qualquer atividade física, ou seja, simplesmente parados, temos uma certa descarga de peso nos pés. Quando estamos praticando uma atividade física, a corrida por exemplo, a melhor forma de se avaliar como se pisa seria a avaliação biomecânica em laboratório com câmeras bi ou tri-dimensionais e marcadores refletivos em posições específicas. Como isto não é viável a todos os atletas, uma forma mais simples seria a análise do desgaste do solado; basta olhar o solado de seu tênis de competição e treinamento e ver onde ele é mais desgastado.

 

Uma outra dica é sempre saber quando aposentar seu tênis. Hoje em dia, muito se tem falado nisso, mas ainda não há um consenso a respeito. Procuro orientar os atletas que passam na clínica a “aposentá-los” depois de 500 milhas, mais ou menos 800km. O atleta também tem que dar um descanso ao tênis para que ele recupere seu formato ideal e a sua capacidade de amortecimento. Importante também revezar 2 pares de tênis para os treinos, não tendo problema algum quando o atleta tiver que colocar um par para descansar.

 

De forma geral, o atleta tem que ter as seguintes preocupações quando for escolher seu tênis para corrida:

 

  • A estética não é o fator principal, ela torna-se secundária, pois o principal do tênis será a sua funcionalidade e de acordo com suas necessidades;
  • Quando for experimentar um tênis, utilizar uma meia que será utilizada em seus treinamentos ou na competição;
  • Faça testes com ele, tais como: andar, correr, pular, desvios laterais e conforto;
  • Saber se o tênis que será comprado, esta de acordo com seu tipo de pisada (como foi dito anteriormente);
  • Sempre ter certeza se o tênis que irá comprar está de acordo com sua modalidade esportiva;
  • Nunca utilizar o tênis novo para competir, amacie-o primeiro, utilize-o pouco nos treinos de forma a evitar inconvenientes e atrapalhar seus treinamentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s