Pubalgia – Orientações e tratamento

Por Ft.David Homsi

A pubalgia é uma dor na região do quadril (pelve), que se irradia para o osso da bacia, para a musculatura do abdome e para a musculatura interna das coxas (musculatura adutora). Saiba mais sobre essa lesão que aparece em muitos corredores e atletas profissionais.

Causas: sobrecarga de treinamento, excesso de impacto na região, desequilíbrio muscular e biomecânica incorreta do esporte

Sintomas: A pubalgia muitas vezes é confundida com dores musculares, o que torna seu tratamento mais demorado. É de extrema importância um diagnóstico preciso ainda em fases iniciais, uma vez que diagnosticada precocemente, seu tratamento será mais efetivo.

Musculatura abdominal e adutora
arte: www.webrun.com.br

Estágio crônico – O estágio crônico requer um tratamento conservador com fisioterapia e repouso (sem a prática esportiva) e, caso não haja o resultado desejado, uma intervenção cirúrgica pode ser necessária.

No estágio mais avançado, a dor pode ser sentida nas costas (lombalgia) e na bacia, o que torna difícil as atividades mais simples da vida diária. Outros sintomas são dor ao tossir e espirrar, dificuldade na contração do abdominal e diminuição da amplitude de movimento do quadril.

Tratamento: repouso completo, antiinflamatórios (recomendados por um médico) e fisioterapia. Em caso de atletas de alto nível, o condicionamento físico pode ser mantido com hidroginástica, deep-running, bike subaquática, mas não se devem praticar atividades de alto impacto.

O que é o Pubis?

Púbis é um osso do quadril (pelve) que fica sob a região genital. O púbis faz parte dos três ossos que formam a pelve, onde se inserem os músculos adutores e parte dos abdominais. Essa região é particularmente susceptível a forças de cisalhamento durante determinadas atividades atléticas.

Exemplo de pubis masculina

Com traumas repetitivos (ou trauma agudo em alguns casos), além de mudanças bruscas de direção, impactos, falta de alongamento e desequilíbrios musculares pode haver um processo inflamatório envolvendo o osso, a cartilagem e os ligamentos da região. Além disso, os músculos que ali agem, principalmente os adutores e uma parte dos abdominais, também podem ser afetados. Confira nas figuras ao lado.

Cuidado! Sempre consulte um médico, pois uma simples dor muscular pode ser sintoma de pubalgia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s